6 de dezembro de 2010

Relacionamento ideal existe?


Ultimamente um assunto tem surgido bastante entre mim e amigos, entre mim e familiares, entre mim e a cabeleireira e entre amigas, claro. Mas nunca chegamos a nenhuma conclusão do que seja o relacionamento ideal. É o casamento? É o simples juntar as coisas e ir morar juntos? É morar só e somente namorar? 
Encontro amigos que estão casados há anos e que parecem estar felizes da forma que estão. Outros que são felizes e já se casaram duas ou três vezes. E vemos que o mais difícil dos relacionamentos é a convivência. Se em família, com a mesma criação e os mesmos valores, a convivência tem lá suas dificuldades, imagino que num casamento, as diferenças de educação, diferenças culturais, de sensibilidade, gênio e humor - que cada um de nós tem -, as coisas sejam um pouco mais complicadas. 
Bom, só posso falar do que vejo, do que ouço ou do que me dizem. Nunca cheguei a me casar e nem dividir meu espaço com alguém. Tenho namorados, o que, acredito, não é a mesma coisa. Andei falando que, por me acostumar a morar só, não queria ninguém no meu canto. Preferia me relacionar com alguém que também ficasse no seu. E nos encontraríamos e ficaríamos o tempo que quiséssemos, mas sem a necessidade de estarmos o tempo todo juntos, dia a dia, acordando e dormindo, almoçando e jantando sempre, sempre e sempre juntos. 
É, tem um dia que preferimos ficar sós para ver um filme no canal que gostamos, ouvir bem alta a música preferida ou ler num completo silêncio. Além de saber que em tempos de TPM, ninguém vai implicar conosco. Mas isso tudo é uma situação ideal, porque também tem os dias em que é bom olhar para o lado e ver que tem alguém para ouvir o que temos para contar ou para nos aconselhar, nos acolher ou, ainda, para somente sabermos que tem alguém ali. 
Relacionar-se é muito difícil, porque implica em concessões que nem todo mundo quer fazer; implica em abrir mão de certas coisas de que gostamos; implica em termos que fazer pelo outro o que nem sempre temos vontade. Implica em aprender que precisamos nos modificar um pouco a cada dia e que mudando aprendemos a crescer. E isso não é ruim, mas nem todos estão dispostos. 
Por isso, não adianta somente um ter essa consciência. Relacionamento sadio implica em paixão e amor, fidelidade e companheirismo, respeito e um desejo enorme de buscar sempre o novo, recomeçando e se recriando, cultivando o que de melhor e lindo existe entre duas pessoas que um dia decidem viver uma ao lado da outra, sem lugar para egoísmos. 
Embora sempre desejemos um amor eterno, também é preciso ter consciência de que tudo, um dia, pode ter fim, mas também que, nada que se finda precisa ser ruim, ao contrário, pode ser o início de algo melhor que o tempo tende a nos mostrar. Nova fase, nova vida, novos aprendizados a partir de novos relacionamentos. 
Ser feliz é tudo o que se quer. E para isso é preciso entender que também vale a pena começar tudo novamente e sem medo.


Leia posts relacionados:

11 comentários:

  1. Pra mim, relacionamwnto ideal é aquele que me faz sentir de bem comigo, com ele, com as pessoas, o que nem sempre é compativel com a paixao... que nos deixa de bem (euforicas) consigo mesma, mas passamos querer só a "ele", esquecemos de amigos, familia.. e ai vai..

    ResponderExcluir
  2. É, lidar com as emoções não é fácil, não é mesmo?
    Quando há paixão, não há muito lugar pra razão. E aí mergulhamos de cabeça. Mas apaixonar-se é isso mesmo: euforia que tem um tempo, e dá lugar depois para o amor, quando estamos dispostos a vivê-lo intensamente. Sem medos...

    Esse assunto dá o que falar, não? ^^

    Valeu, Luci.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Relacionamentos saudáveis depende sempre da manutenção do seu estado de gratidão.

    Eu tenho um relacionamento que hoje considero muito sadio e perfeito, e conheço pessoas no mesmo caminho. Mesmo. A vantagem de se cultivar um desses é de crescer em dobro. :))

    Parabéns pelo texto,

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo texto, Rita! :)))
    Você escreve, sabe se expor. Isso não é comum.

    ResponderExcluir
  5. Pois é, Rodrigo, relacionamentos demandam investimento e doação por parte dos dois. E o que se colhe é o crescimento e o aprendizado, com certeza. :)

    ***

    Ah! Fico muito grata pelas palavras relacionadas ao meu texto. Você nem imagina. xD
    Isso só me dá incentivo para continuar o exercício da escrita.

    Seja sempre bem-vindo!
    Beijo
    ;*

    ResponderExcluir
  6. Muito bom ,Rita vc sabe o quanto adoro seus texto.Vc tem um dom imenso e sensibilidade incrivel.
    Quanto a relacionamentos,o mais legal é que somos todos diferentes.Cada um com sua necesidade,cada um com sua história e desejos.
    Pra mim,mas que casar ,estar só ou não,estar juntos mas morando separados,ou estar juntos mesmo todos os dias,na mesma cama, ou em camas ou quartos separados.Tudo é um desafio.Talves não escolhemos na verdade,tudo acontece.São experiecias unicas,vidas diferentes, gostos..........mas a beleza disso tudo e o mais gostoso é ter um relacionamento que seja realmente seu companheiro.Confesso que apesar de tantas coisas que passamos não tão boas é muito bom ter com quem dividir ,compartilhar.Eu optei por um casamento ou melhor acho que já estava escrito.Pois estamso juntos ,e olha pra traz e vejo o quanto crescemos,hora ele numa posição mais confortavel ,hora eu.......e assim se segue.
    Até o presente momento penso que cada coisa que passamos valeu a pena.Não sei se continua ou não, espero que sim ,mas se perder esse companheirismo,esse amor que se trasforma cada ciclo de nossas vidas,perde-se o sentido de estar juntos.
    É dificil,mas não impossivel,depende do que valorizamos em cada um.
    Quantos dias que passamos que é insuportavel a nossa propria presença.rsssssss.
    O que dirá conviver com outras pessoas totalmente diferente de nós.
    É um a avetura que vale a pena ,quando exite amor mesmo.Só por essa razão que estamnos juntos.Nada mais.Esse amor muda e continua valendo a pena.Penso que até melhora muito.
    Bom deixa passar algum tempo,no momento é isso que penso.É assim que me sinto.Bem.
    Bjs minha linda.

    ResponderExcluir
  7. Que bonito depoimento, Sil. Concordo com você que, para ser duradouro, o relacionamento precisa de amor verdadeiro e de muito companheirismo.

    Beijo grande!
    ;*

    ResponderExcluir
  8. Para mim, o mais complicado num relacionamento, onde se mora junto, é o papel de cada um dentro do lar. Por exemplo, eu detesto o papel que cabe a mulher num casal. Detesto me ocupar, além da minha profissão, com os problemas de dona-de-casa: cozinhar, passar, lavar, cuidar da casa e, é geralmente isso que se espera de uma mulher. Morando sozinha eu lavo a louça quando quero, cozinho se estiver a fim e como o que tiver (geralmente vou no kilo), não passo minha roupas nem a pau... E como fazer para consciliar isso num casamento? Tenho que fazer coisas que detesto por causa do outro? Realmente é complicado o relacionamento sério para quem não nasceu para ser dona de casa. Estou tendo dificuldades de encontrar um amor, pois a maioria dos homens corre qdo digo que prefiro não morar junto. Claro, para eles, é melhor ter quem cuide deles e da casa. Mas eu não quero ter essa função não. Quero um relacionamento para ser feliz e não para ter mais trabalho.

    ResponderExcluir
  9. Maria Silva07/09/2011 13:44

    Oi Rita!!!
    Adorei o post... compartilho contigo dessa ideia,pois há momentos em que desejamos alguém perto, mas outros, não menos interessantes, desejamos a solidão.Temos que ter, portanto a maturidade pra entender o que ocorre, RESPEITAR A SI E O OUTRO também... Isso faz parte do que penso sobre relacionamentos, acho que sem o RESPEITO fica difícil seguir adiante...

    Parabéns

    ResponderExcluir
  10. Oi, Maria, pois é... esse assunto nunca se esgotará, porque relacionar-se é uma das coisas mais difíceis. Pessoas diferentes conviverem desencadeia diversos problemas que só o sentimento, o companheirismo e o respeito (como você diz) pode fazer superar.

    Obrigada pelas palavras a respeito do post.
    Seja sempre bem-vinda por aqui!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá, leitora 'Anônima', existem coisas muito difíceis mesmo num relacionamento. O importante é você estar feliz junto de quem ama para superar os momentos difíceis. E o mais importante é qu nem um nem outro se anule em detrimento das vontades do outro.

    Obrigada pela visita.
    Abraço e boa sorte!

    ResponderExcluir

E você, o que pensa a respeito? Comente!

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...