11 de junho de 2008

Quem não quer se apaixonar?

"Grande Amor", acabei de ouvir essa música composta por Jairzinho Oliveira, interpretada por Pedro Mariano. Sua melodia é linda, e sua letra fala de forma simples sobre como nos sentimos, quando nos apaixonamos. 
Todos nós queremos nos apaixonar, se possível, várias vezes durante nossas vidas. Todos queremos um grande amor, que sempre desejamos seja o único, o maior, o eterno (apesar de nem sempre ser assim, já sabemos).
E esse instante preciso, o do encantamento, o que nos pega de surpresa, o que faz com que respiremos diferente; esse momento único, por ser assim tão bom, nos confunde o coração e os sentidos. "Quem não quer um grande amor a que possa se entregar?" Ser feliz e fazer feliz?
Porém, muitas vezes surge também aquele medo de sofrer; pois já amamos um dia, já nos entregamos totalmente ao sentimento e, com certeza, também já sofremos. É o normal e natural da vida.
E por mais que queiramos nos fechar ao amor, em nome de qualquer possível sofrimento, não há nada que nos tire essa vontade de sorrir sozinho, de ficar pensando naquele alguém especial. E ainda, sentir o coração bater forte, descompassado, expressando toda nossa ansiedade. Isso tudo é maravilhoso.
E mesmo se nos desiludimos, se choramos e sofremos, ainda assim terá valido a pena ter sentido tudo. Tudo o que uma paixão pode nos proporcionar.
Estarmos abertos ao amor e à paixão é a única coisa que precisamos para que ela nos visite, entre e fique, fazendo-nos extremamente felizes. Independente do tempo que se instale dentro de nós.
"Eu já encontrei, já sorri, já entreguei meu coração. Mas eu perdi, eu já chorei, eu já sofri por desilusão." "Mas ainda assim, quem é que não quer um grande amor?"


Ver posts relacionados:
Viver sozinho é melhor?

Vídeo da música "Grande Amor", de Jairzinho Oliveira a que me referi no post. Veja...



Nenhum comentário:

Postar um comentário

E você, o que pensa a respeito? Comente!

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...