Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2009

Feliz Natal!

"Borboleta pequenina/ que vem para nos saudar/ Venha ver cantar o hino/ que hoje é noite de Natal" (Marisa Monte) O que desejar no Natal, data tão especial em que as famílias se reúnem e se confraternizam, trocam presentes e votos de felicidade? Abrem seus corações e veem a noite coroada de energias especiais que só estes que se amam é que reconhecem nos abraços e beijos, nas emoções das trocas e nas alegrias dos sorrisos. Que se pode desejar mais que amor e paz, união e paz de espírito, calor, afeto, carinho e felicidade? Lembrarmos acima de tudo que, nesta data, comemoramos a noite em que Jesus nasceu. O que desejar se não felicidade? Felicidade para todos e suas famílias, as que estão perto e também as que estão longe. Felicidade aos que comemoram a data em grandes festas ou entre poucos. Assim, desejo que todos ganhem muitos abraços, muitos beijos embrulhados em pacotes de carinho. Que todos sintam a alegria de uma noite de verão, com gosto de comida

Enganos e decepções

"Decepção é a raiva dos fracos." (House, personagem do seriado americano de mesmo nome) Já escrevi, aqui, sobre decepções e tenho pensado nisso novamente. Por mais que saibamos que decepcionar-se é criar expectativas em relação às pessoas e aos fatos, nós as criamos. Porém, não as criamos do nada. Muitas vezes, criamos expectativas, porque algo nos é sinalizado e alimentado nas entrelinhas do que nos é dito, em ideias, promessas e palavras que nem precisam ser ditas para serem compreendidas. Compreendemos da forma como sentimos. Aí vem a decepção e a frustração. Não era nada daquilo? Como compreender corretamente o que nos é dito? Como evitar esses enganos? Não é possível, todos estamos sujeitos a isso: enganos e decepções.  As pessoas que são muito transparentes, verdadeiras e sinceras esperam o mesmo grau de comprometimento do outro nos relacionamentos que vivem. E nem sempre é assim que as coisas acontecem. Porém, é como aprendemos um pouco mais sobre a

Quando dezembro chegar...

Dezembro sempre foi um mês especial para mim, desde pequena. Era o final de uma jornada, fim de todo um ano de estudos. Era início de um período alegre de preparativos para as festas, comprar presentes, arrumar a árvore. Era a ansiedade positiva das festas de Natal e passagem de ano. Além disso, vinham as férias, o verão, sol e calor. Era um ano todo terminando com um saldo que, quando somos crianças ou adolescentes é sempre bom. Era um dever cumprido.  Mesmo adulta, esse sentimento nunca mudou em mim. Talvez pelas férias, sempre em janeiro, até hoje vejo dezembro e fim de ano desta maneira. Às vezes com espanto pela rapidez com que se aproxima, mas com alegria sempre.  Se o ano foi bom, ótimo, final feliz de uma jornada intensa, às vezes, cansativa, mas muito boa. Se foi um período de problemas e dificuldades, ótimo também, a chegada de um ano novo nos traz esperança de novas conquistas, mudanças e o desejo de dias bem melhores.  É um mês em que se planeja e já se pensa