Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

Afetos e rupturas

"Todo vínculo que criamos com alguém é o embrião de uma ruptura."
(Flávio Gikovate) 
Já escrevi várias vezes sobre rupturas, que são necessárias, porque nada se perpetua, tudo muda, tudo está em constante movimento, em constante transformação, inclusive nossa vida e nossas relações. E sua fala foi além, pois ele afirma que no momento em que nasce uma relação nasce também o seu fim. Entendo que relacionamentos não são eternos, e era exatamente a isso que ele se referia. Mas, quem se apaixona e inicia uma relação, é claro, não vai pensar em seu fim. E quando se pensa nisso, então? Bom, isso vai-se descobrindo com o tempo, com a convivência. Os casais vão criando certas regras de forma tácita, fazendo acordos. Se ambos são pessoas com grande afinidade e objetivos comuns, esses acordos são mais fáceis, são alinhavados com o amor e o companheirismo, a admiração e o respeito, características daqueles que conseguem relações estáveis e duradouras. Ao contrário, se o que os uniu foi so…