15 de abril de 2009

Aprendizado


Durante nossas vidas vamos vivenciando problemas diversos, desde a perda de pessoas queridas, os relacionamentos difíceis, os problemas de saúde, pessoais ou em família, enfim toda sorte de dificuldades. E para tanto precisamos buscar formas para sobreviver a tais fases. 
Vivemos dilemas e procuramos entender o porquê de a vida se apresentar a nós dessa maneira. E descobrimos que viver é assim para todos e que tudo na vida tem um fim, recomeço ou transformação. São ciclos, fases, etapas a serem vencidas para o aprendizado do que é viver.
É a forma de nos conhecermos e descobrirmos do que somos capazes. Se não soubéssemos o que é sofrimento e dor, não alcançaríamos nem valorizaríamos os momentos felizes.
E assim caminham nossas vidas, entre alegria e tristeza a se alternarem. Quando estamos tristes encaramos tudo com muita dificuldade, sentimo-nos vítimas de tudo ou tentamos até fugir. E por mais difícil que seja, a partir do momento em que aceitamos a dor como se apresenta a nós e encaramos como algo natural e possível de ser ultrapassado, nos sentimos mais fortes. E só esse sentimento já nos impulsiona a mudar.
Sejam quais forem os problemas, somente vivendo-os, assimilando-os e desejando enfrentá-los é que encontraremos dentro de nós todas as nossas possibilidades. E é nesse momento que passamos a nos conhecer. Isso é crescer.
Daí em diante somos capazes de tudo. Não é simples, mas possível. E só assim, saberemos o que é felicidade, tendo conhecido a tristeza, lutado, vivido e aprendido. Ferreira Gullar, em seu belo poema chamado Aprendizado sabiamente nos diz: Do mesmo modo que te abriste à alegria/ abre-te agora ao sofrimento/ que é fruto dela/ e seu avesso ardente./ Do mesmo modo/ que da alegria foste/ ao fundo/ e te perdeste nela/ e te achaste/ nessa perda/ deixa que a dor se exerça agora/ sem mentiras/ nem desculpas/ e em tua carne vaporize/ toda ilusão/ que a vida só consome/ o que a alimenta.
Lindo demais!

4 comentários:

  1. ...bem isso!! e que poema legal esse do FG...não conhecia, valeu pela a presentação. bj

    ResponderExcluir
  2. Que bom que gostou do poema, Simone!

    Obrigada.
    Bjs*

    ResponderExcluir
  3. .... esse negócio de ser triste é muito ruin!
    eu prefiro ser alegre do q ser triste!
    a alegria é a melhor coisa q existe!
    .....é assim como a lúz numa manhã de sol!
    e pra fazer um sanba com beleza, a gente tem q passar longe da tristeza! senão a gente não fáz nada q valha a pena não!

    ResponderExcluir
  4. É isso aí, byra! =]
    Obrigada pela visita!
    ;*

    ResponderExcluir

E você, o que pensa a respeito? Comente!

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...