12 de março de 2009

Transformações que estão em nós


Sempre falo de mudança, que é necessária para sermos realmente felizes e que devemos buscá-la. E no final, acabo percebendo que nem sempre a mudança precisa ser uma busca, mas um reconhecer-se transformado. Nunca antes eu havia pensado nisso. É como se, quando penso tanto nela (na mudança), ela já se exerce em mim, em nós, e não temos essa percepção. 
Tudo sofre transformação, isso sabemos. Mas será que percebemos que muitos conflitos vividos são consequência de mudanças e transformações por que passamos e não conseguimos administrá-las ou até mesmo (re)conhecê-las? Em certos momentos de nossas vidas, colocamos em xeque nossos desejos, nossas ambições, nossas reais motivações profissionais, entre outras coisas. 
Hoje eu vejo nessa necessidade de mudança a transformação que em nós já é real. Os momentos passados que já não nos dizem mais nada, os lugares que frequentávamos e já não nos fazem felizes, a profissão que não mais nos motiva. Isso é estar em crise? Sim, podemos até chamar tudo isso de crise, mas é apenas a percepção de que nos transformamos, amadurecemos, somos outros, e tudo aquilo que vivenciamos até então nos ensinou, nos enriqueceu, nos felicitou, não faz mais nossa felicidade fluir. 
É o sinal de que algo em nós pede que o novo se exerça, que estejamos abertos ao que é exterior, ao aprendizado que vem das vivências em nós ainda desconhecidas, mas ambicionadas até o fundo de nossas almas. E muitas vezes não as ouvimos com nossa intuição dizendo para mudar, porque é hora, algo novo devemos fazer e criar, já não somos os mesmos e precisamos inovar tambem em todos os aspectos de nossas vidas. 
O mundo pede um outro ser que já somos, e nem desconfiamos. Nós pedimos que algo nos faça mais felizes, e essa transformação já se faz em nós. Falta somente a concretização com o acordar para essas transformações que já nos fazem esquecer o velho para que o novo entre e seja o que já começamos a ser. 
Aí sim, a busca é um reconhecer-se novo. E desejo que essas transformações por que passamos nos levem àquilo que realmente queremos ser: felizes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E você, o que pensa a respeito? Comente!

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...