20 de fevereiro de 2009

Entre emoções intensas, serenidade...

Felizes aquelas pessoas que diante dos diversos fatos da vida diária, bons ou não, corriqueiros ou inesperados, conseguem ter a serenidade necessária para não se verem diante de grande desequilíbrio. Serenidade não é um estado necessário apenas para enfrentarmos emoções intensas geradas por sofrimento. 
Emoções intensas podem ser resultado de grande alegria ou até mesmo euforia. É como se um enorme arrebatamento até nos desse uma noção errônea do real. Ou se, em estado de euforia, quiséssemos manter sentimentos, desejos guardados e que, de repente, parecem realizações, afinal. Porém, muitas vezes nos confundimos diante das expectativas que alimentamos. 
Em muitos momentos somente a serenidade pode nos manter num eixo certo, em equilíbrio de emoções, fazendo-nos perceber a realidade das coisas, bem como perceber que é possível passar por emoções intensas de alegria e plenitude, tristeza ou dor e não nos abalarmos emocionalmente, não sofrermos com decepções. É aquela dose de calma e confiança de que necessitamos para ver, com segurança, que tudo é passageiro, tudo deve ser sentido e vivenciado como experiências que nos tragam crescimento, aprendizado, conhecimento de quem somos verdadeiramente. 
Ter serenidade é uma busca, um trabalho diário, uma realização nossa para que continuemos a viver bem, enfrentando as grandes emoções de nossas vidas com o equilíbrio necessário, sentindo-nos confiantes e com a certeza de que a vida deve ser vivida intensamente. 
A felicidade deve ser nossa meta, mesmo que difícil. E sermos serenos nos ensinará sempre a ver a vida tal como ela nos apresenta dia a dia, para que, assim, possamos modificar o que nos for possível, bem como entender o que nos for impossível modificar. Sermos serenos é buscar paz para nossos corações mesmo diante de tantas e intensas emoções.

10 comentários:

  1. muito legal. Sou praticante de Zen Budismo e se vc não conhece a pratica deveria conhecer, pois falou muito dela e com propriedade nesse post. beijo

    ResponderExcluir
  2. Simone, você me deu uma sugestão bastante interessante. Pensarei com carinho!

    Gratíssima por sua visita!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Antes de tudo ver. É o que a serenidade nos permite antes de qualquer coisa!

    É indicada contra equívocos e males semelhantes.
    Facilita a organização de idéias e nos faz tomar decisões mais seguras...

    Tomar em pílulas, gotas comprimidos ou aerosol.

    Não há contra indicação.


    Bejoca!

    ResponderExcluir
  4. Pablito, tomo em gotas... =P

    É verdade que tem dias em que me esqueço, mas estou tentando ser persistente, pois me faz muito bem mesmo!

    Beijo grande!
    ;]

    ResponderExcluir
  5. Serenidade e longanimidade
    Trabalham muito bem juntas.
    Há que ser sereno para não se desesperar ante as adversidades...
    mas também se faz muito útil a firmeza do ânimo para enfrentá-las.

    O segredo é não esmorecer!

    A vida é huma aventura maluca, minha amiga...
    as vezes parece até hum roteiro mal escrito que não faz o mínimo sentido.
    Mas isso é porque não percebemos que ela só faz sentido mesmo quando nós a forçamos a fazer!!!
    Ou seja... vamos pôr na cabeça de huma vez que os roteiristas somos nós mesmos!!!
    Ser feliz na verdade depende basicamente de nós...
    da nossa serenidade... da nossa longanimidade... e de muita paciência.
    Hum beijo grande!

    ResponderExcluir
  6. E viva essa aventura maluca que é a VIDA!

    Volte sempre! ;)
    Beijo, Vladimir!

    ResponderExcluir
  7. nossa, adorei!!!
    fiquei mais leve ao entrar aqui.
    muito bom.
    bjus!!!

    ResponderExcluir
  8. Olá, muito obrigada!
    Fico muito contente por isso.
    Venha sempre, então.

    Abraço!
    ;)

    ResponderExcluir
  9. Belíssimo texto!!!

    ResponderExcluir
  10. Muito obrigada, caro leitor anônimo. :)

    ResponderExcluir

E você, o que pensa a respeito? Comente!

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...