24 de dezembro de 2008

É Natal, renovação!

Chegou o Natal! E vemos muitas pessoas dizerem que, por causa desse consumismo exagerado, parece ter perdido seu real sentido. Para muitas pessoas perdeu mesmo. Muitos gostam de Natal, porque é época de festa, de comer e beber, ganhar presentes e... o que mais? Pois é! 
Já para outros, é uma época melancólica, chata e triste, às vezes até sem se saber por quê. Cada um tem seus motivos para gostar, ou não. 
Li duas crônicas, cujas autoras tratam exatamente disso. Danuza Leão, diz não gostar de Natal, pois sente a ausência das pessoas que mais amou tirarem todo o sentido da festa. Conheço pessoas que pensam como ela. Sei como é não termos junto de nós aqueles que sempre participaram das nossas vidas. Avós, tios, primos, pessoas que já se foram ou que estão longe. Mas e nós? Nós estamos aqui! 
Lya Luft, em sua coluna na revista Veja, diz algo muito bonito que é, na verdade, a essência do Natal. Mesmo não tendo uma religião, ela vê na festa um momento de desabrochar nas pessoas o afeto: esse sentimento tão esquecido. Nesta época, segundo a autora, não interessa se há consumo demais, nem se hoje se pensa somente em festas. Mas, lembra, é uma época em que as pessoas deveriam pensar no sentimento em que o Natal está inserido. 
Eu concordo com ela. Esse é um momento de reflexão, um momento para revermos nossa vida, nossos planos, as pessoas que ainda estão conosco. O que somos e o que queremos ainda. A vida não acabou. Portanto, no Natal, devemos descobrir algo que renasça em nós, com alegria e afeto, afinal, o Natal festeja o nascimento, a vida. E a vida está aí para ser vivida com sorrisos, otimismo, apesar dos problemas, das ausências, das tristezas. E esse é o nosso maior desafio. Se assim não for como poderemos viver? 
Muitos podem não estar entre nós, mas estão dentro de nós, em nossa essência. Nunca estamos realmente sozinhos. Natal é sinônimo de renascimento para muitas religiões, e renascemos a todo momento. Por que não festejarmos o amor, a alegria e a grande beleza da vida que se renova a todo instante? 
Brindemos, então! Brindemos à vida, às nossas vidas! Brindemos a nós! Feliz Natal!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E você, o que pensa a respeito? Comente!

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...