13 de dezembro de 2009

Quando dezembro chegar...


Dezembro sempre foi um mês especial para mim, desde pequena. Era o final de uma jornada, fim de todo um ano de estudos. Era início de um período alegre de preparativos para as festas, comprar presentes, arrumar a árvore. Era a ansiedade positiva das festas de Natal e passagem de ano. Além disso, vinham as férias, o verão, sol e calor. Era um ano todo terminando com um saldo que, quando somos crianças ou adolescentes é sempre bom. Era um dever cumprido. 
Mesmo adulta, esse sentimento nunca mudou em mim. Talvez pelas férias, sempre em janeiro, até hoje vejo dezembro e fim de ano desta maneira. Às vezes com espanto pela rapidez com que se aproxima, mas com alegria sempre. 
Se o ano foi bom, ótimo, final feliz de uma jornada intensa, às vezes, cansativa, mas muito boa. Se foi um período de problemas e dificuldades, ótimo também, a chegada de um ano novo nos traz esperança de novas conquistas, mudanças e o desejo de dias bem melhores. 
É um mês em que se planeja e já se pensa no que será o ano seguinte. O que podemos fazer de novo? O que pode ser novo em nós? É, porque não basta que o ano mude, não basta que janeiro venha e esse ano todo vivido se vá para que algo mude em nossas vidas. É necessário que algo em nós também se vá, que algo em nós mude, como os velhos hábitos e pensamentos, as velhas ideias e, principalmente, velhos sentimentos. A mudança do ano é apenas nosso ponto de partida da mudança que começa em nós. 
Que dezembro seja aquele momento de reflexão do que tem sido nossa vida, bem como do que queremos para nós. E que encontremos em nosso íntimo as respostas e o desejo de seguir cheios de esperança. Vamos, então, comemorar, festejar e ver a vida com mais alegria, mesmo diante de dificuldades; com amor e carinho, mesmo que nos sintamos solitários; com sorriso no rosto, mesmo que o mundo pareça triste. 
E, acima de tudo, gostando de quem somos, com mais serenidade e leveza, para que também façamos felizes aqueles que estão junto de nós. Talvez aí esteja a chave de nossa real felicidade. 
Busquemos alegria de viver. Vivamos mais um dezembro feliz.

6 comentários:

  1. Hi Rita
    I have only read a very small part of your writings here but i can already see that you talk a lot of sense, that you speak from the heart, that you express yourself plainly and sincerely, with attention to grammar and with an eloquence which is always the characteristic of simplicity. Entao vou seguir seu blog com interesse. Acho que pensamos de uma maneira mais ou menos parecida.
    Keep up the good work!
    Bye...

    ResponderExcluir
  2. Thank you, Chris!
    =]
    Seja sempre bem-vindo.

    Bye
    =*

    ResponderExcluir
  3. Há quanto tempo não visito esse lugar...

    sinto-me numa velocidade diferente das demais pessoas.

    mas é bom parar aqui e refletir...

    felicidades nesse novo ano...

    bejoca !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Pablito, quanto tempo, mesmo!
    E que saudades de ver seus comentários!

    Você sabe que é sempre bem-vindo.
    Felicidades, também. Um 2010 de saúde, amor e paz.

    Beijoca pra você também!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Rita!
    Adorei o seu blog! Nós temos, sim, um jeito de pensar parecido, isso justifica o fato de eu "seguir" sua página "Viver é recriar-se".
    Gosto das coisas que você posta, pois, ou me servem de inspiração ou me fazem um convite à reflexão... às vezes ficamos tão imersos nas coisas do dia-a-dia que deixamos de dar atenção que de fato merece nossa atenção.
    Bem, vamos "trocando figurinhas", com certeza há muito que eu posso aprender nas suas páginas.
    Obrigada por compartilhar.
    Beijo,
    Kelly Coimbra

    ResponderExcluir
  6. Kelly, obrigada por suas palavras que me deixam muito feliz. É sempre bom saber como um texto reflete em quem lê, não por vaidade, mas por saber que vale a pena escrever e compartilhar o que penso e sinto.
    Seja sempre bem-vinda aqui no blog e lá na página sempre, sempre!

    Vamos trocando figurinhas, sim, Kelly! ^^
    Um grande beijo!

    ResponderExcluir

E você, o que pensa a respeito? Comente!

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...