30 de julho de 2009

Você se permite brilhar?


"Gente espelho de estrelas,
Reflexo do esplendor
Se as estrelas são tantas,
Só mesmo o amor...
Gente espelho da vida
Doce mistério"

(Caetano Veloso)

Hoje me pus a pensar numas palavras que um amigo me disse. "Existem pessoas que deixam que todo seu brilho e sua exuberância seja vista, notada, admirada. Outras não." Achei a ideia muito interessante
Para ele, essa pessoa não faz nada de tão especial, ela deixa que seu brilho se exteriorize, se manifeste. Não o esconde, simplesmente o expõe naturalmente. 
Por outro lado há quem não brilhe, não se mostre, não se coloque diante de todos com as suas possibilidades, não deixa que saia pelos poros tudo aquilo que é, o que sente. Talvez por timidez, talvez por não querer ser vista, ser percebida, talvez por um certo sentimento de incorreção que a educação pode ter incutido em seu modo de ser. Enfim, motivos existem muitos. 
Beleza, charme, luz e brilho todos nós temos. Porém, se conseguimos exteriorizá-los, é um outro problema. E por brilho podemos entender a graça, a educação, o conhecimento, a simpatia, enfim, tudo o que faz nosso poder de sedução, esse de que todos somos dotados. 
Quem não é seduzido por uma pessoa inteligente que saiba bem utilizar as palavras e seu conhecimento? Quem não seduz com seu charme e com humor, com perspicácia, com eloquência, um belo sorriso ou um corpo bonito? Somos capazes de explorar esse potencial? Sabemos expor o que temos, ou guardamos tudo tão lá no fundo e ficamos achando que sempre há em nós certa inadequação? 
Ou ainda, que podemos até ser desinteressantes, sem graça? Mas quem poderá julgar se não se tentar mostrar o que há de bom e belo em nós? Uma bela palavra, um belo sorriso, aquela frase, um olhar ou simplesmente a presença de quem é (e sabe ser) exuberante. 
Temos sido educados para ser o que realmente somos ou para o que esperam de nós? Cada um é o que é. Resta saber se conseguimos reconhecer em nós o brilho que nos faz pessoas interessantes e admiráveis e, acima de tudo, realizadas e muito felizes.

2 comentários:

  1. A questão também é saber o que cada um pensa sobre o que é brilhar. De repente a pessoa não brilha aos olhos dos outros mas brilha em si mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Acredito que quem brilha em si mesmo, com certeza brilha aos olhos dos outros também, e talvez nem perceba... :)

    Bjs*

    ResponderExcluir

E você, o que pensa a respeito? Comente!

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...