5 de junho de 2008

O que a lua me diz?

"Eu posso falar
Da tarde que cai
E aos poucos deixa ver
No céu a Lua
Que um dia eu te dei...
Gosto de fechar os olhos

Fugir no tempo
De me perder"


(Herbert Vianna)


Passo pela janela e algo lá fora me chama atenção, não sei bem o que é, mas deve ser lindo. Volto, então! Nossa! Quando olho para o céu, pouco depois do sol se pôr, vejo uma foice prata, e o restante da lua visível transparente. 
Sim, entre os prédios, as luzes, os faróis e a movimentação da hora do rush, vejo a lua. E paro para observar e pensar que magia é essa que ela me transmite. O que ela me diz? 
Fico parada na minha janela e maravilhada com aquela imagem, deixo-me levar por esse encanto. Talvez ela me envie energias que me traduzem força e encantamento. Talvez diga que eu sou maior do que eu mesma acredite. Talvez diga que o mundo é bem maior do que eu consiga enxergar. Não sei bem. 
Aquela coisa linda entre os prédios que parecem tão altos e imponentes, e que, de repente, perdem toda essa mesma imponência, e acabam cedendo toda as suas belas formas para dividir o céu com ela. A lua! Pena eu não estar com uma câmera. Lamento mesmo, pois queria guardar essa imagem e essa sensação. Instante esse que nunca haverá igual, nem esta sensação. E mesmo que haja instantes outros mais belos e mais mágicos, este e o que me fez sentir agora, nunca mais existirá. Só mesmo aqui, dentro de mim. 
Preciso nunca me esquecer... E não vou. Será que ela ainda está lá, bela e imponente junto dos prédios e carros? Sim, ela está a me presentear... Será que todos a veem?
Será que todos a sentem assim como eu? Muito linda, maravilhosa!


6 comentários:

  1. Eu também a vi naquela noite... mas era a minha lua no meu céu na minha noite. Todos nós temos esse pedaço de céu atrás de huma montanha que é nosso e só nós vimos. E essa lua, para mim, é a síntese do perene. Do inalcansável. Ela está lá em cima, imponente há mais tempo do que podemos imaginar... e ainda estará quando a poeira de que somos feitos se dispersar no universo.
    Ela é tão linda, não é?
    Beijo grande e parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  2. Que linda é a sua lua. Viajei até ela e me maravilhei.

    Não me lembrava deste comentário seu. Adorei!
    Obrigada por presentear meu blog com ele!

    Beijo, Vlad!
    =*

    ResponderExcluir
  3. Ah maravilhosa Lua...brilho pálido que mexe com a imaginação e com nossa mente também. Muito boa a forma como descreveste!
    Estou te seguindo! Gostaria de poder trocar idéias contigo! Se puder, me segue =)
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tsu! grata pelas palavras.
      Vou visitá-la, sim. E, claro, podemos trocar ideias. Aguarde-me. :)
      Seja sempre bem-vinda!
      Bjs

      Excluir
  4. Venho falando da Lua a alguns posts. Dentre diversas teorias e conspirações, em breve terei um ultimato pro efeito dela na minha vida. ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas a lua nos encanta mesmo, impossível não sentir isso.
      Fiquei curiosa sobre o que escreve, Drêycka. :)

      Beijo, e bem-vinda sempre!

      Excluir

E você, o que pensa a respeito? Comente!

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...