25 de maio de 2008

O desencontro de homens e mulheres


Eu não sei o que tem acontecido ultimamente entre homens e mulheres que, estão se desencontrando cada vez mais, infelizmente. Mulheres reclamam de não encontrarem os homens que queiram um relacionamento sério. 
Por outro lado, ouço de amigos meus a mesma coisa: as mulheres não querem se relacionar de forma duradoura. 
Então pergunto: Qual é o relacionamento que homens e mulheres querem para si atualmente? Mudaram os homens, mudaram as mulheres, mudaram os tempos? Enfim... O que acontece? 
Acredito que sejam várias as mudanças. A principal delas é a mentalidade de que devemos curtir o dia de hoje, intensamente, e em nome disso, ninguém quer longos relacionamentos como se, isso não fosse aproveitar a vida em tudo que de bom e prezeroso ela possui a dois. E que relacionamento busca essa mulher hoje? Ela quer conhecer vários homens? Não quer se ligar a alguém, por isso prefere os casos ou rolos? Será essa a forma de se aproveitar a vida amorosa na sua totalidade? 
Não compartilho dessa ideia. Quanto não se pode aproveitar a vida estando ao lado de uma pessoa que amemos e que nos ame também? Parece-me que as mulheres, por estarem mais independentes, ficaram também mais exigentes, estão sempre correndo atrás de suas carreiras, de estabilidade. Já sabemos. Porém a vida se passa e em segundo plano parece estar ficando a vida amorosa. E que tipo de vida amorosa deseja essa mulher? 
A vida a dois demanda investimento. É o sentimento compartilhado constantemente, a cumplicidade, o companheirismo; é estar junto para qualquer dificuldade e para todas as alegrias. É... E talvez construir uma relação assim não esteja sendo fácil. Depende de entrega, de confiança, de fidelidade, e de muito amor. Será que mulheres e homens estão disponíveis para esse comprometimento, ou isso é muito difícil e muitas vezes faz sofrer? Não vale mais a pena? Bom, vejo amigos meus dizendo que as mulheres é que não querem mais esse tipo de relacionamento. 
Lembro-me de uma conversa que tive com uma amiga, em que falava do cara com o qual ela estava saindo. Dizia ela que eles não estavam ainda se entendendo bem... E no meio da conversa ela acabou dizendo que pagar a conta no restaurante era um problema: "Eu gosto de mostrar para ele que não dependo dele, por isso quero sempre dividir a conta. Não quero que ele pense que precisa pagar a minha"
Eu me espantei com aquilo, pois as mulheres acham o máximo aquele homem romântico que faz questão de pagar a conta. Então, eu disse a ela que o deixasse pagar, pois para ele pagar a conta poderia ser somente carinho, além de gentileza. Ela ficou de pensar no assunto, queria mostrar que era independente.
Ilustrando com esse história, fico imaginando que, diante de necessidade de as mulheres mostrarem autossuficiência, acabam assustando e afastando os homens que não entendem muito bem essas novas posturas da mulher. 
Podemos ser independentes, mas também podemos sentir o quanto é bom receber carinho e atenção de um homem! Será que as mulheres têm dado a eles essa chance? Que homem ideal é esse que as mulheres procuram? E somos as mulheres ideais que estão sendo procuradas? 
Ainda acredito muito no sentimento: o amor. E que diante dele, não deve, em nome de nada, ter regras, nem formas de agir premeditadas. Não! 
Que a mulher de hoje concretize todos os seus sonhos, mas não deixe que o amor verdadeiro passe por elas e se desfaça por posturas que de autossuficiência e independência acabem aparentando ideia de arrogância e indiferença.

7 comentários:

  1. Não existe homem ideal... e nem mulher ideal. E a busca pela pessoa idealizada, na maioria das vezes, só gera frustrações. Acredito que o que separam homens e mulheres hoje em dia é hum conceito confuso de prioridades. A mulher confunde independência com orgulho e o homem confunde esse orgulho com desinteresse. Relacionamento é, acima de tudo, concessão...
    Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  2. ola , chamo me andre =) muito prazer, ainda sou novo nestas andanças dos blogues e afins, obrigado pelo comentário, mas descobri que escrever ajuda me a desanuviar, desabafar e tudo mais, continua a escrever, gostei imenso dos teus blogues

    ResponderExcluir
  3. Olá, André, muito prazer.
    Você tem toda razão, escrever ajuda muito e foi com esse objetivo que criei este blog.
    O que me chamou a atenção ao visitar seu blog foi a semelhança das ideias abordadas e a maneira de ver os problemas dos dias de hoje. Interessante. =)

    Obrigada pelas palavras. ;)
    Volte sempre.
    Será muito bem-vindo!

    ResponderExcluir
  4. O ideal deve persistir em nós, ele é a solução, mas devemos melhorar o foco. Voltar nossa incessante busca ao amor, dedicá-la ao amor. Com isso, amantes e amores tomarão novamente a importância devida na vida de outrem. O problema não é buscar, mas sim ter alguém a quem dedicar.. sem medo de amar. Acredito nisso, abraço!

    ResponderExcluir
  5. Acredito que, confessando ou não, todos estão em busca (ou à procura)desse amor, mesmo que em determinados momentos da vida achem que outras coisas sejam mais importantes.

    Nosso mal, como bem disse o Vladimir, ali acima, é idealizarmos demais a pessoa ou mesmo a forma de amar.

    Talvez tudo seja mais simples e nós mesmos compliquemos, será?

    Abraço, Enéas.
    ;)

    ResponderExcluir
  6. Penso que o desencontro está em não aceitármos o parceiro como ele é, com essa mania de idealizarmos um par perfeito, coisa que jamais encontraremos, penso eu, pois ninguém é de todo qualidade ou defeito, cabe a nós tentar conviver com o todo, senão tentar enxergar o que há de melhor no próximo pois os sentimentos vão passando e não havendo equilíbrio entre valores que realmente são importantes, mais cedo ou mais tarde, o desgate toma conta...
    bjs.
    Parabéns!!!! Seu texto ta mto bom, mesmo!!

    ResponderExcluir
  7. Obrigada, Sandra!
    Sou sempre muito grata a você!
    Bjs!

    ResponderExcluir

E você, o que pensa a respeito? Comente!

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...